segunda-feira, 22 de julho de 2013

Um neurótico no divã - Booktrailer


segunda-feira, 15 de julho de 2013

À BEIRA DO ABISMO ME CRESCERAM ASAS...



 
 
Ir ao teatro é a minha maior aventura desde criança. Lembro-me da primeira peça que assisti em São Paulo, no teatro Célia Helena, quando tinha 7 ou 8 anos. Passei a semana inteira nas nuvens sonhando com aquele universo imaginário e deliciosamente mágico. O mundo da ficção sempre foi o meu mundo pessoal. Não é à toa que me tornei escritora, ou seja, profissional em criar fantasia.
 
Quando estou no Rio ou em São Paulo, jamais perco a oportunidade de assistir a uma boa peça. E dessa vez a escolhida foi "À BEIRA DO ABISMO ME CRESCERAM ASAS", escrito, dirigido e estrelado pela bela atriz Maitê Proença. Sou fã da Maitê. Hás dois anos li um livro dela chamado "Uma vida inventada" e fiquei admirada pela coragem que ela teve de expor sem medo todos os percalços da sua vida pessoal. O livro, uma obra autobiográfica, é de uma profundidade e de um lirismo desconcertante. Por isso fiquei feliz quando cheguei ao teatro e vi seus livros à venda e com a informação de que ela viria dar autógrafos após o espetáculo.
 
Comprei meu exemplar e esperei na fila até que a musa surgisse. Baixinha, simpática e linda, Maitê surgiu sorrindo e perguntando às pessoas se elas tinham gostado da peça.
 
- Você chorou? - perguntou Maitê a uma senhora da fila.
- Sim, chorei. Fiquei emocionada.
- Ah, que bom! Adoro quando as pessoas choram nesta peça. Eu a escrevi para que as pessoas liberassem todas as emoções e saíssem leves daqui. - respondeu Maitê.
 
Entrar na fila para pegar um autógrafo de Maitê e dar-lhe um abraço foi uma experiência especial para mim. Ontem à noite, quando estava indo para o Moocaires para o lançamento de "Um tango para Alice", pensei nos carros que estavam seguindo para lá com as pessoas que fizeram questão de ir ao meu encontro e fiquei sem fôlego. Vieram para o lançamento amigos e leitores de vários lugares do Brasil, o que me deixou extremamente emocionada. E enquanto esperava na fila pelo autógrafo de Maitê, compreendi melhor ainda a força da arte. Na fila de Maitê os papeis se inverteram. Ali eu era apenas uma leitora e expectadora que também havia vindo de longe para prestigia-la. E então tive o insight de que no mundo da arte não há hierarquia!
 
Quem estiver em São Paulo deve ir ao Teatro Faap para ver a Maitê e a Clarisse dando um show de humor e sensibilidade. Imperdível!
 
SINOPSE:
 
Terezinha (Maitê), de 86 anos, parece levar o dia a dia com otimismo, sem nostalgias, mas não se engane, ela carrega um grande segredo. Valdina (Clarisse), de 80, é de temperamento carrancudo ainda que bem resolvido. Em comum, elas têm a praticidade dos que aprenderam a simplificar a vida já que não há tempo para complicá-la. E têm a grande e indispensável amizade que se desenvolveu pelos anos de convívio. Adaptação de histórias colhidas em asilos por Fernando Duarte. Texto original de Maitê Proença.
 

domingo, 14 de julho de 2013

Um tango para Alice - Moocaires/2013 - O vídeo da festa!


Lançamento de UM TANGO PARA ALICE em São Paulo.





 
 
Ontem, dia 13 de julho de 2013, ocorreu o lançamento do livro Um tango para Alice, no Moocaires Bar, em São Paulo. O evento foi um tremendo sucesso e me deixou muito emocionada. Nessa era virtual tudo ocorre por meio da internet, ficando o contato físico para depois. Mas o contato físico faz toda a diferença! Ontem, pela primeira vez, conheci pessoalmente toda a equipe que trabalhou para produção do livro.
 
Os editores da Ársis, Arlete Zebber e Paulo Zebber tornaram-se grandes companheiros desde a assinatura do contrato para a publicação da obra, mas até ontem...era tudo virtual! Inúmeras reuniões pelo Facebook e Skype acabaram por estabelecer uma relação de confiança, mas o abraço que ganhei deles ao vivo e a cores ontem, foi emocionante! Agora sim somos uma família de verdade. Uma família literária!
 
O mesmo ocorreu com minha agente literária, Diana Lima. Tudo começou com uma troca de e-mails e nos conhecemos pessoalmente apenas 1 ano após  a assinatura do contrato. Hoje já são 4 anos de parceria e foi bom demais vê-la no Moocaires com toda a sua família para prestigiar o evento! Aliás, esse sucesso todo também é mérito dela. Obrigada, Diana!
 
O lançamento do livro em São Paulo foi um festão! Vieram amigos e leitores de toda parte para me dar um abraço no bar argentino mais legal que eu conheço. O Moocaires é mesmo um show! Estavam presentes familiares, amigos de longa data, toda a equipe de profissionais que trabalha comigo e muitos leitores. Cada vez que eu olhava para a porta tomava um susto bom de alegria!    
 
Gostaria de agradecer a todos pelo carinho e pela presença que tornou a noite de ontem mágica!
Obrigada. ;)